Recent Posts
Please reload

Archive
Please reload

Eu não sou perfeita. Nem você! E ainda bem!

September 14, 2017

 

 

Nós nos permitimos nos tornar pessoas culpadas por termos rugas de expressão. Expressões de felicidade, de preocupação, de espanto!
Essas são emoções que compuseram toda a nossa história. Que deixaram lembranças e fizeram de nós exatamente quem somos hoje.
Em algum lugar de um passado recente, alguém decidiu que isso não é esteticamente aceito e deveria ser apagado. Apagado de forma CARA. AGRESSIVA. E INCESSANTE.

É muito fácil desviar a atenção de coisas realmente importante para coisas menos importantes. Porque a responsabilidade da ação, é algo realmente assustador. Como que você tem a ciência de algo, e não toma nenhuma atitude em relação a isso?

Enquanto podíamos estar falando sobre como resolver a fome do mundo, ou os problemas globais, debater formas de salvar um planeta que é NOSSO, ou até mesmo discutir a cura do câncer e outras doenças que matam pessoas todos os dias, estamos gastando nossa atenção e nosso foco com o tamanho do outro, com a roupa do outro, com a imagem que se destoa da maioria.

Maioria?
E quem compõe a maioria? 
 

 

É muito fácil acomodar. É muito fácil esperar que um outro nos diga o caminho que devemos tomar, ou a opinião que devemos ter sobre algo. Porque muitas vezes, a aprovação (ou a falta dela) nos confunde em relação ao verdadeiro sentimento que nos rege.

No final das contas, ninguém realmente importa quanto você pesa, qual roupa você usa, as espinhas que você tem no rosto ou o cabelo que você não arrumou.
A verdade é que as pessoas estão muito ocupadas com seus próprios monstros internos. Fingir que se importa com isso é apenas uma forma de se anestesiar perante o próprio desespero.

Se alguém disse que você precisa ser alguma coisa, não acredite. Você precisa ser exatamente quem ou o quê você quiser ser.
E batalhar por isso. Se encaixar nos seus próprios padrões e AMAR A SI MESMO. Se você ainda não se ama, repita isso para você todos os dias, até que você realmente acredite.  


Não existe corpo perfeito. Não existe PADRÃO.
A beleza de hoje é feita de plástico, muitas vezes em um programa de computador. E mesmo as pessoas mais "bonitas" que você conhece, não estão felizes e satisfeitas o suficiente com elas mesmas. Acredite!

A beleza verdadeira é o que fazemos dela.
É de dentro pra fora! É única e individual.

Lembre-se que não existe ninguém como você NO MUNDO! Você é único! E pode ser quem você quiser ser. A construção do seu caráter, o legado e as boas ações que você deixa no mundo, é o que realmente irá te tornar uma pessoa lembrada e querida.

Todos nós vamos envelhecer, morrer, virar pó.
A única certeza que temos da vida, é a morte.
E a vida é muito curta pra ser banal. O tempo passa muito rápido para ser curto.
No final das contas a vida não passa de uma bobagem. Preocupação é preocupar-se antes do tempo. E por nada.


Sentir orgulho da própria história e deixar uma mensagem no mundo... isso não se cria em programas de computador!


Beijo com amor,

Xanda.  

 

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload