Recent Posts
Please reload

Archive
Please reload

3 dicas para uma Páscoa saudável

March 28, 2018

 

 

Existem 3 tipo de pessoas:

As que ignorarão esse post porque não querem lidar com isso agora, as que irão salvar para ler depois da Páscoa quando a consciência pesar e as poucas que irão ler agora e tentar conciliar o que puderem.

 

Eu jamais pediria ou escreveria pra alguém aqui não comer chocolates na Páscoa.

Se alguém que você siga postou algo do tipo, sério: dê unfollow.

 

Páscoa é realmente uma vez no ano e temos todos os motivos do mundo pra comemorar!

 

 Entretanto, já tivemos diversas provas de que o açúcar é o maior sabotador da nossa saúde, dieta, foco e desempenho. Mas calma, já chego com a solução (ou pelo menos pra propor formas de amenizar).

 

Seguem aqui 3 dicas que você pode seguir nessa Páscoa pra evitar maiores danos. Elas não servem apenas pra você que está de dieta ou buscando emagrecer. Servem pra todo mundo que se preocupa com seu bem-estar físico e mental já que o açúcar mexe com todo seu sistema, de uma só vez.

 

1 - Quando o açúcar é refinado, o estrago é muito maior. Existem chocolates feitos de 70% a 85% que são deliciosos. Hoje em dia, variações muito mais saudáveis que algum tempo atrás. Com beijinho, amendoim, castanhas e sei lá mais o quê. E gente... Ovo já passou da moda.

Não se apeguem a formatos. Barrinhas, bolinhas, quadradinhos, potinhos... São todos bem-vindos. Lembrem-se: quanto maior a porcentagem de cacau, menor a de açúcar. E outra: chocolate vem do cacau. Não da cana. Cacau é amargo. Cana é doce. Faça as contas aí. Se você não gosta do amargo do chocolate, desculpa, mas você gosta é de açúcar e gordura, não de chocolate.
 

2 - Vamos supor que você decidiu seguir a dica 1. Ou não. Essa dica 2 serve para os dois casos. Independente de ter escolhido açúcares mais saudáveis, açúcar é açúcar. Encostou na língua, é doce? Então é açúcar.

 

Como diz o querido Flávio Passos:

 

“Para o corpo não há muita diferença se o açúcar vem do pão, do doce, do bolo, da tapioca ou do açucareiro. O metabolismo é o mesmo para todas estas fontes de carboidrato concentrado”.

 

Existe índice glicêmico e carga glicêmica. Vamos dizer que o primeiro é a velocidade e o segundo a quantidade. Não adianta escolher alimentos que vão demorar mais a virar açúcar no seu sangue (índice glicêmico) se a quantidade desse alimento for grande (carga glicêmica).

Em outras palavras: não adianta comer um monte de chocolate “mais saudável”. Vai ser pior do que comer um pouquinho do outro menos saudável. Então maneire nas quantidades. Seja feliz, vivenciando o momento, mastigando pedacinho por pedacinho, se deliciando. Te garanto que isso não vai te engordar 1 grama e vai te fazer liberar hormônios e hormônios de felicidade.

 

3 - Recupere e recompense seu corpo depois. Se fizer um estrago muito grande, seu corpo provavelmente vai ficar bem chateado com você. Dê ferramentas pra ele se recuperar. Alimente-se de forma leve, natural, beba líquidos e chás fortificantes do Agni (fogo digestivo), como canela, gengibre, erva-doce e principalmente chá verde. O chá verde tem propriedades alcalinizantes e reguladoras da glicemia. Não se esqueça de verificar com seu profissional de confiança se essas ervas se aplicam a você, ok?

 

Se você gosta de cozinhar e quer experimentar fazer seus próprios chocolates para a Páscoa de forma rápida e deliciosa, estamos disponibilizando para venda as apostilas dos cursos de Páscoa com receitas incríveis de chocolates funcionais. Caso tenha interesse você pode enviar email para: assessoria@xandafogaca.com

 

 

Espero que vejam essas dicas como uma forma de amadurecer e se desafiarem algo positivo para vocês. Desejo a todos uma feliz Páscoa, muuuuita luz e amor!

 

Namasté,

 

Xanda.

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload