Recent Posts
Please reload

Archive
Please reload

Pare de alimentar sua ansiedade

April 11, 2018

 

Foto: Google 

 

A ansiedade é uma energia como qualquer outra. Ela ganha força a partir do momento que é alimentada, sustentada e exercida.

 

Não é algo palpável, assim como outros sentimentos também não são. Aprendemos a reconhecer a alegria, o êxtase, o medo, a vergonha... Mas não aprendemos a definir os tipos de ansiedade que existem. Sim, existem vários tipos, ou pelo menos diversas formas as quais ela se aplica. Uma pessoa ansiosa nem sempre é aquela que espera por algo. O pior tipo de pessoa ansiosa é aquela que não sabe o que espera, de onde vem... e sente todas as consequências disso.

 

Como assim?

 

A ansiedade é um conjunto de reações causadas pela liberação de substâncias (principalmente noradrenalina e adrenalina) que têm um efeito estimulante que prepara o organismo, em situação de perigo, para reagir ou fugir.

 

Imagem: Google 

 

Você pode ser uma pessoa extremamente ansiosa e não saber disso. Todos nós temos traços de ansiedade. É um sentimento de defesa, de sobrevivência. Muitas pessoas julgam a ansiedade ou a demonizam. Mas nós precisamos dela! Sem ela seríamos seres passivos e sem reações em situações que precisaríamos de ação.

 

A mesma química gerada pelo corpo nessas situações de perigo é produzida em um momento de ansiedade extrema: coração acelerado, pupilas dilatadas, sudorese, tremores... são todos sinais de alerta e reações a essa explosão química! Quem já teve crises de ansiedade (TAG ou crises de pânico) reconhece bem esses sintomas.

 

Esse processo químico já nos livrou de várias situações de perigo durante a história da humanidade, desde sermos caçados e devorados como presas por outros animais na era paleolítica até reagirmos em uma situação suspeita como possíveis assaltos ou agressões.

 

O autoconhecimento é a liberdade para o entendimento e controle de qualquer emoção. Se você não entende quem você é, a posição que você ocupa no mundo, seus maiores desejos, seus maiores medos e suas possíveis causas, os problemas atuais que tem vivido e as possíveis soluções para eles, o seu inconsciente vai fazer isso por você. Vai tentar te poupar de todo sofrimento, englobar todos esses sentimentos sem nome, sem direcionamento e sem futuro e fincar nas profundezas do seu inconsciente.

 

Sentimento sem nome e sem direcionamento é igual roupa jogada no armário: começa com uma, depois vem outra, depois outra... quando você vê, nem sabe como aquilo aconteceu e por onde começar para resolver. E descontroladamente você irá aplicar esse “excesso de energia sem uso correto” em algo que te traga prazer, que amenize sofrimento.

 

Imagem: Google 

 

Onde você costuma projetar sua ansiedade? Comida (excesso ou falta dela), doces, bebida, remédios controlados, academia, mutilação, trabalho... Cada um tem uma forma insconsciente de aplicar essa energia. É uma questão matemática muito simples: tem que extravasar para algum lugar. Como uma panela de pressão, que precisa de uma válvula para não explodir. O mesmo acontece conosco.

 

Dicas? Sempre bom quando nos dão um norte para começar!

 

Eu, como profissional da área de psicologia e de coaching, utilizo com meus clientes técnicas que facilitem e auxiliem esse processo. Talvez você não encontre as respostas para sua ansiedade de primeira. Talvez tenha que explorar mais fundo, talvez precise de alguns auxílios extras, melhorar sua alimentação, mudar seus hábitos. Cada um tem um caminho próprio a ser seguido. Mas esse percurso deve ser feito por você e, quanto antes começar, mais rapidamente irá entender como seu corpo e sua mente funcionam. E assim entrará em harmonia com ambos.

 

1 - Identifique se você é uma pessoa que sofre de ansiedade. Se você se preocupa demais, tem problemas pra dormir, indigestão crônica, cabeça freneticamente ativa, range os dentes à noite, se tem a “síndrome do pé nervoso” (aquele pé que fica balançando o tempo todo em um ritmo frenético).... Esses são alguns sinais de pessoa ansiosa. Reconheça o lugar onde você projeta sua ansiedade. No fundo sempre sabemos se comemos demais, se recorremos a algo em situações de estresse, se exercemos alguma atividade em demasia, se fugimos do equilíbrio... analise seus hábitos e identifique o que está errado em sua rotina.

 

2 - Organize suas emoções da forma como puder. Anote seus medos, suas angústias atuais. Comece a elaborar possíveis soluções para cada um deles. Faça esse exercício todos os dias. Pode ser que demore, pode ser que você encontre rápido. A prática leva à perfeição. O segredo é esculpir a mente e as emoções para alcançar a meta desejada.

 

3 - Aprenda a mudar o foco. Para ter controle da sua mente, do seu foco, você precisa preencher a sua mente. Alimentá-la com aquilo que irá alimentar seus objetivos. Isso irá trazer mais tranquilidade e equilíbrio às suas emoções e te trará resultados satisfatórios.

 

4 - Encontre uma pessoa que te inspire boas emoções, progresso e sucesso. Um profissional que te auxilie em sua jornada de autoconhecimento, um mentor. Um guia para lhe fazer perguntas durante seu processo, a te fazer enxergar pontos importantes e lhe clarear as ideias quando houver escuridão.

Imagem: Google 

 

A Ayurveda aborda várias questões físicas de como contornar a ansiedade através de práticas e alimentos indicados para cada indivíduo. A proposta de detox emocional / ayurvédico visa trazer propostas de equilíbrio físico, mental e espiritual afim de ajudar a pessoa a encontrar bem-estar e harmonia entre mente e corpo. 

 

Envie um e-mail para assessoria@xandafogaca.com para mais informações sobre esses programas. 

 

Explore suas emoções e liberte-se!

 

Namaste!

 

 

Xanda Fogaça

"Faça do seu alimento, seu remédio"

Por uma vida saudável e feliz sempre

Marque sua consulta online

Terapia Ayurveda

Psicologia da nutrição

Culinária funcional

Coach de saúde

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload